Vida sem cor. Morte para não sentir mais dor – O suicídio.

*por Camila Moreira

Existem dias que as cores vibram dentro de nós. Em outro dias, não conseguimos enxergá-las. E então, o que acontece quando os dias cinzentos se prologam, aumentando a dificuldade de torná-los coloridos outra vez?

O que acontece quando a vida é só preto e branco?!? O que acontece quando alguém não suporta a ausência de cor e não tem forças para colorir tudo de novo?!?

São em situações como essa que, não suportando a dor, essa pessoa encontra na morte, a única possibilidade de não sentir mais dor e enxergar a cor.

Durante todo o mês de Setembro, acontece um movimento de prevenção ao suicídio. Nomeada de Setembro Amarelo, a campanha tem como objetivo conscientizar a população mundial a respeito da realidade do suicídio.

De acordo com o site oficial da campanha (www.setembroamarelo.com.br) , 32 brasileiros tiram a própria vida. Impressiona ainda mais pensar que, a cada 40 segundos uma pessoa se mata no mundo.

Diversas circunstâncias podem levar alguém a cometer o suicídio e a depressão é a maior delas. Uma pessoa com depressão grave descreve como insuportável a dor que sente. Tão insuportável a ponto dela enxergar na morte a única saída para acabar com a dor.

Por isso, precisamos estar atentos aqueles que estão ao nosso redor, familiares, amigos, vizinhos e até colegas trabalho.

Um mal silencioso, que invade os pensamentos como uma serpente sorrateira, distorce tudo, aumenta a dor e faz parecer que a vida não vale mais a pena. Precisamos tomar muito cuidado para não criticar aquele que passa por essa situação, mas estar ao lado, compreender.

A melhor forma de ajudar alguém que esteja em sofrimento, seja por depressão ou qualquer outro motivo, é: Estar ao lado sem julgar. Ouvir sem se escandalizar. Não ter medo de oferecer ajuda e suportar com o outro aquilo que for preciso para ele se levantar.

Após essa atitude, melhor ainda para ajuda-lo é incentivando-o a procurar um profissional de psiquiatria e um psicólogo.

Para finalizar, ajudar alguém que está em sofrimento psíquico, é como quando uma pessoa percebe que as paredes da sua casa estão velhas, sujas e mofadas. Ela sabe que precisa de uma reforma, de uma nova pintura, porém não tem nem a tinta, nem o rolo, nem o conhecimento muito menos a vontade de pintar. Fala ao telefone para um amigo seu sobre a situação da casa e o desespero que sente ao ver tudo aquilo precisando de uma pintura nova, ao mesmo tempo que não se vê pintando aquilo tudo sozinho.

No dia seguinte, a campainha toca e para sua surpresa, este amigo está parado à porta carregado de latas de tintas, rolos e boa vontade para ajudá-lo a pintar tudo. As latas de tintas estão cheias de cor e amor. Juntos farão a reforma dentro e fora. Colorindo tudo o que foi preto e branco.

Ajude alguém que esteja precisando pintar a vida!

Abraços coloridos!

Camila Moreira

Conhece alguém  que já tentou o suicídio? Alguma história para me contar? Deixe nos comentários!

dsc_0016-3

Camila Moreira: Apaixonada por cores, livros, psicologia e brigadeiro. Nas horas vagas é esposa do Cícero, “boadrasta” da Luany e mãe de sua filha canina Anitta, uma sharpei encantadora.

 

Camila de L. C. Moreira S. da Silva – Psicóloga – CRP 06/123888

 

Um comentário em “Vida sem cor. Morte para não sentir mais dor – O suicídio.

  1. Tenho uma colega de trabalho que vive postando fotos frases e citações com teor depressivo, eu e outras colegas sempre que surge a oportunidade conversamos com ela damos apoio, palavras de incentivo… fora isso já não sabemos como agir, o que mais podemos fazer? Já sugerimos a pessoa buscar ajuda e estamos sempre disposto a dar uma força a ela.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s