Depressão: quando a vida perde o colorido

*por Camila Moreira

Após ler meus últimos textos, você pode ter se perguntado em algum momento:

– Tá parece fácil enxergar as cores, quando tudo na vida vai bem. Mas, e quando não está nada bem. É possível ver o colorido?

ou

– Lá vem ela falar de vida colorida. Minha vida não é colorida, minha vida só tem uma cor e é o cinza. Estou desanimado, triste, sem forças. Sinto uma dor, não sei bem onde ela se localiza. Só sei que dói o tempo todo e isso não me deixa enxergar cor nenhuma.

Pensando na possibilidade de frases como essas terem povoado sua mente após ler meus últimos posts foi que decidi falar sobre quando a vida está sem cor, ou quando não somos capazes de enxergá-las.

Tudo vai bem, as coisas parecem andar nos eixos, você está existindo, vivendo como sempre viveu, trabalhando, se relacionando, estudando, sorrindo muito e até se divertindo nas horas livres. Quando, de uma hora para a outra, parece que nada mais tem graça, nada faz mais sentido.

Aquela  era colorida, agora é cinza, preta e branca, como nos filmes antigos. Como se você entrasse num quarto escuro e lá ficasse, sem luz nenhuma. Com o tempo, seus olhos se acostumam com a falta de luz, e você se acostuma e até consegue enxergar os móveis, os objetos, os lençóis e qualquer coisa que esteja ali. E então fica com medo de sair.

Fica com medo, pois não enxerga mais com clareza e nitidez, uma confusão mental se instala e você já não lembra mais o caminho de volta. Não consegue mais sentir a segurança necessária para sair da cama, andar pelo quarto e quem sabe acender a luz ou abrir a porta. Os dias vão passando, o desânimo se instala, a tristeza te domina, o desespero toma conta e se torna cada vez mais difícil de sair.

dark-1309884_1280

A depressão  fechou a porta do seu quarto, apagou a luz e te impediu de enxergar o colorido da vida. E, quando isso acontece, por qualquer motivo que seja, por qualquer situação que você tenha enfrentado e que a tenha desencadeado, não há o que fazer, a não ser buscar ajuda.

Quando uma pessoa encontra-se num estado depressivo, não adianta você mostrar para ela aonde estão as cores e querer que ela as enxergue, não adianta dizer que ela precisa se animar, que tem que sair do quarto, trabalhar, sair com os amigos e se alimentar. Não adianta dizer que ela tem uma vida maravilhosa, que não tem nada do que reclamar, que tem família e amigos. Nada disso adianta quando estamos falando de um estado patológico, ou seja, de uma doença.

Uma doença silenciosa, traiçoeira, que incapacita muito mais do que se possa imaginar. Uma doença de difícil diagnóstico, já que ainda não há um exame de RX, Ultrassom ou Ressonância capaz de diagnosticá-la. Uma doença que existe sim, que não é preguiça ou invenção, e precisa ser tratada.

O tratamento deve ser medicamentoso e psicoterápico. O paciente precisa ser tratado por um psiquiatra, que vai buscar o melhor antidepressivo. E ele também precisa ser tratado por um psicólogo, que por meio da psicoterapia, buscará a melhora daquilo que causa a depressão. Os dois são essenciais e complementares.

Posso dizer com toda certeza que um não vive sem o outro. O remédio não será eficaz sem que o paciente busque entender o que faz a doença permanecer e progredir. Quais situações em sua vida lhe causam angústia, tristeza e dor.

chamomile-685582_1280

A depressão faz você ausentar-se de si mesmo. Por isso, o reencontro, o preenchimento de si, torna-se tão difícil.

Difícil, mas possível! E a terapia poderá ajuda-lo a se tornar mais seguro e fortalecido para que levante, abra você mesmo a porta do seu quarto e volte a seguir, colorindo, você mesmo, aos poucos, pedacinho por pedacinho da sua vida, da sua história.

Abraços Coloridos!

dsc_0016-3

Camila Moreira: Apaixonada por cores, livros, psicologia e brigadeiro. Nas horas vagas é esposa do Cícero, “boadrasta” da Luany e mãe de sua filha canina Anitta, uma sharpei encantadora.

Camila de L. C. Moreira S. da Silva – Psicóloga – CRP 06/123888

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s